quarta-feira, 21 de dezembro de 2016

Orçamento aprovado prevê preenchimento de até 21.865 vagas federais

Foi aprovado pelo Congresso Nacional na última quinta-feira, 15 de dezembro, o orçamento proposto pelo governo federal para o ano de 2017. O texto final prevê o preenchimento de nada menos que 21.865 vagas efetivas, além de comissionados no próximo ano, em todos os poderes. As vagas efetivas poderão ser preenchidas por meio de novos concursos ou certames já realizados.

Maior parte das vagas será para o Poder Executivo

De acordo com a Secretaria Executiva da Comissão Mista de Orçamento, responsável pela análise do projeto de lei do orçamento, foram aprovadas também as informações complementares à proposta, prevendo a realização de concursos para Receita Federal, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), Câmara dos Deputados, Justiça Eleitoral, entre outros.

E a maior parte das vagas aprovados é para o poder executivo: 18.690 oportunidades. Desse total, 7.113 são para civis (sendo 2.150 para a substituição de terceirizados e 1.074 para policiais e bombeiros do Distrito Federal), 10.503 para militares da Aeronáutica, Exército e Marinha.


Já para o Judiciário, estão previstas o preenchimento de até 2.211 cargos, sendo 29 no Supremo Tribunal Federal (STF), 51 no Superior Tribunal de Justiça (STJ), 417 na Justiça Federal, 33 na Justiça Militar da União, 571 na Justiça Eleitoral, 563 na Justiça do Trabalho, 541 na Justiça do Distrito Federal e dos Territórios e seis no Conselho Nacional de Justiça.

Por fim, o legislativo contará com 239 vagas, sendo 129 na Câmara dos Deputados, 60 no Senado Federal e 50 no Tribunal de Contas da União (TCU). No caso da Câmara, o número não representa necessariamente a oferta do concurso previsto, uma vez que as vagas da seleção podem ser preenchidas ao longo de vários anos.

O restante das vagas será destinado aos Ministério Público da União (MPU) e Conselho Nacional do Ministério Público (681 vagas) e Defensoria Pública da União (44 vagas). A expectativa é que o orçamento seja sancionado pelo presidente Michel Temer até o início de janeiro do ano de 2017.


Fonte: Folha Dirigida

Um comentário:

  1. ESPERO QUE SURGIRA O NOVO CONCURSO DO INSS. ESTOU ESTUDANDO PRA ISSO.

    ResponderExcluir