quinta-feira, 8 de junho de 2017

Concurso INSS: Novo pedido próximo de ser concluído, diz órgão.

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) informou, por meio de sua Assessoria de Imprensa, que já finaliza estudos para solicitar ao Ministério do Planejamento o concurso INSS 2018/2019. Ainda de acordo com o setor, tão logo concluído, o pedido será encaminhado ao Ministério de Desenvolvimento Social, que protocolará no Planejamento.

O INSS ainda não confirmou, porém, os cargos que serão contemplados nessa solicitação. Entretanto, acredita-se que haja pedidos de vagas para técnico do Seguro Social (nível médio e R$ 5.344,87), analista (graduados em Serviço Social e R$ 7.954,09) e perito médico (graduados em Medicina e R$ 10.616,14), já que o último pedido de concurso da autarquia, feito em maio de 2016 e negado pelo governo, por conta da suspensão dos concursos públicos, contemplou as três funções.

À época, foram pedidas 7.531 vagas, sendo 3.627 para técnicos, 2.194 para analista e 1.530 para perito médico. Reforça essa ideia também dados sobre o déficit do pessoal do INSS. Dados de junho do ano passado, fornecidos pelo portal do Siape Net, da secretaria de Gestão de Pessoas e Relações de Trabalho no Serviço Público do Ministério do Planejamento, mostram que faltam 19.221 servidores, sendo 12.142 técnicos e 2.299 analistas, além de 1.630 médicos peritos.


APOSENTADORIAS PREOCUPAM

O diretor de Gestão de Pessoas do INSS, Thiago Vesely, atualizou esses dados, mostrando que o panorama não mudou muito. Segundo ele, faltam hoje 10 mil servidores no órgão. Piora o quadro, porém, o número de aposentadorias. No total, cerca de 12.043 servidores do INSS estão em condições de se aposentar, em abono de permanência. Se isso acontecer, o INSS entrará em colapso, conforme alertou o Tribunal de Contas da União (TCU) em auditoria, realizada em 2013.

O concurso válido não atrapalha o pedido, pois, mesmo chamando todos os aprovados possíveis, o INSS continuará com necessidade de servidores. O novo concurso servirá, portanto, para a autarquia continuar suprindo o déficit de pessoal, resultado do hiato de seleções, ocorrido em 2003, quando as seleções voltaram a acontecer.

Embora não tenha protocolado o pedido de concurso até o último dia 31 de maio, o INSS poderá, se pedir o concurso este ano, realizar a seleção em 2018. Para isso ser possível basta o planejamento dar aval este ano. Caso contrário, o certame ficaria para 2019.

Fonte: Folha Dirigida

Nenhum comentário:

Postar um comentário